quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

TEORIA DAS JANELAS QUEBRADAS


Em 1969, na Universidade de Stanford (EUA), o Prof. Phillip Zimbardo realizou uma experiência deixando dois automóveis idênticos abandonados na rua. Um deles no Bronx, uma zona pobre e conflituosa de Nova York, e o outro em Palo Alto, uma região rica e tranquila da Califórnia.

O automóvel abandonado no Bronx começou a ser vandalizado em poucas horas. Perdeu as janelas, o motor, os espelhos, o rádio, etc. Levaram tudo o que fosse aproveitável e aquilo que não puderam levar, destruíram. Enquanto isso, o automóvel abandonado em Palo Alto manteve-se intacto.

Depois de uma semana, os pesquisadores decidiram quebrar a janela do automóvel de Palo Alto e, em pouco tempo, o roubo, a violência e o vandalismo também reduziram aquele veículo ao mesmo estado que o do Bronx.

Por que o vidro quebrado no automóvel abandonado num bairro seguro, é capaz de disparar todo um processo de vandalismo e depredação igual ao acontecido no Bronx? O vidro quebrado num automóvel abandonado transmite a ideia de deterioração, desinteresse e despreocupação, como se não houvesse regras ou normas de convivência, como se alguém dissesse: “aqui vale tudo”. E a cada novo ataque ao automóvel, reafirma-se e multiplica-se essa ideia, até que a escalada de atos cada vez piores se torna incontrolável, desembocando numa violência irracional.

Em experiências posteriores, James Q. Wilson e George Kelling desenvolveram a Teoria das Janelas Quebradas, concluindo que os delitos são maiores nas regiões onde o descuido, o desinteresse, a desordem e o maltrato são maiores.

Se um vidro se quebra no prédio e ninguém conserta, rapidamente os demais estarão quebrados. Se o carro começa a fazer barulho e não arrumamos, em pouco tempo outros ruídos aparecerão e ninguém se incomodará com isso. Se em casa a lâmpada queima e você não troca, algum tempo depois outros problemas na casa não o incomodarão mais.

No trabalho, se você tem alguma coisa pra resolver e não resolve, as “janelas quebradas” vão se acumulando e, depois de um tempo, por serem muitas, já não terá vontade de arrumá-las. Se você evita dar feedback ao seu liderado hoje, essa pequena “janela quebrada” o induzirá a quebrar outra amanhã, e com o tempo isso não fará qualquer diferença pra você.

A Teoria das Janelas Quebradas está presente em muitas situações, inclusive na vida de pessoas, que “empurram com a barriga” ou deixam de resolver coisas importantes, permitindo que várias “pequenas janelas” sejam constantemente quebradas e, sem perceber, com o passar do tempo, dado o acúmulo de problemas e situações não resolvidas, simplesmente “abandonam” suas próprias vidas, deixando de viver para simplesmente sobreviver.

O cuidado com a saúde é um exemplo bem típico. Sentimos alguma coisa diferente, uma pequena “janela quebrada” e, em função da correria do dia a dia, não consertamos. O peso vai aumentando, um novo “barulhinho” aparecendo, e a gente se acostuma com ele. E depois de um tempo, ainda que queiramos, já não conseguiremos “consertar as janelas quebradas”, e recuperar a saúde. E tudo começou com uma pequena “janela quebrada”.

Por isso, quero convidár a dedicar alguns minutos do seu tempo, se possível agora, a refletir e anotar as “janelas quebradas” que você precisa consertar. Relacione-as, faça um plano de ação, estabeleça uma ordem de importância e prioridade para elas, e conserte-as, uma por vez. Logo as coisas voltarão ao lugar que deveriam estar, e isso lhe trará muito mais qualidade de vida, realização e felicidade.


https://www.linkedin.com/pulse/teoria-das-janelas-quebradas-frederico-abdala-

CAMPOS ELETROMAGNÉTICOS DO CORAÇÃO

O coração é o primeiro órgão humano a funcionar durante a gestação. Estudos mostram que o coração possui um campo eletromagnético de transmissão para todo o resto do corpo. A cada batida do coração envia ondas eletromagnéticas que contém algumas informações essenciais.

Por ser um dos meios principais de comunicação com o Universo e com as pessoas, o coração é um órgão de extrema importância para o homem. Apesar de termos aprendido, na ciência convencional, que o coração é funcional por bombear o sangue com nutrientes para todas as células, sua utilidade vai bem além disso. De acordo com neuro-cardiologistas, de 60 a 65% das células não são só músculos, mas neurônios, que fariam esse órgão funcionar de maneira similar ao cérebro. Talvez por isso, aproximadamente 20 dias depois da fecundação, o coração já começa a funcionar.

Enquanto o cérebro nos dá informação individual, o coração daria a informação universal, levando a chave que conecta o ser individualizado à sociedade. As ondas eletromagnéticas enviadas pelo coração alteram de acordo com as emoções que sentimos – dessa forma, boas emoções nos previnem, de fato, de doenças, pois fortalecem nosso sistema imunológico. Essas ondas podem ser medidas metros além do nosso corpo e fluem em correntes indo e vindo, em formato de um anel. O sistema de neurônios do coração possui memórias de curto e longo prazo e os sinais enviados ao cérebro também afetam nossas emoções; dessa maneira, o coração envia mais informações ao cérebro do que o oposto.


Recentemente, neurofisiologistas ficaram surpresos ao descobrirem que o coração é mais um órgão de inteligência, do que (meramente) a estação principal de bombeamento do corpo.

Mais da metade do Coração é na verdade composto de neurônios da mesma natureza daqueles que compõem o sistema cerebral. Joseph Chilton Pearce-, autor de A biologia da Transcendência, chama a isto de ”o maior aparato biológico e a sede da nossa maior inteligência".

O coração também é a fonte do corpo de maior força no campo eletromagnético. Cada célula do coração é única e na qual não apenas pulsa em sintonia com todas as outras células do coração, mas também produz um sinal eletromagnético que se irradia para além da célula.

Um EEG que mede as ondas cerebrais mostra que os sinais eletromagnéticos do coração são muito mais fortes do que as ondas cerebrais, de que uma leitura do espectro de frequência do coração podem ser tomadas a partir de três metros de distância do corpo, sem colocar eletrodos sobre ele!

A frequência eletromagnética do Coração produz arcos para fora do coração e volta na forma de um campo saliente e arredondado, como anéis de energia. O eixo desse anel do coração se estende desde o assoalho pélvico para o topo do crânio, e todo o campo é holográfico, o que significa que as informações sobre ele podem ser lidas a partir de cada ponto deste campo.

O anel eletromagnético do Coração não é a única fonte que emite este tipo de vibração. Cada átomo emite energia nesta mesma frequência A Terra está também no centro de um anel, assim é o sistema solar e até mesmo nossa galáxia e todos são holográficas.

Os cientistas acreditam que há uma boa possibilidade de que haja apenas um anel universal abrangendo um número infinito e interagindo dentro do mesmo espectro. 

Como os campos eletromagnéticos são anéis holográficos, é mais do que provável que a soma total do nosso Universo esteja presente dentro do espectro de frequência de um único anel.

Isto significa que cada um de nós está ligado a todo o Universo e como tal, podemos acessar todas as informações dentro dele a qualquer momento. Quando ficamos quietos para acessar o que temos em nossos corações, nós estamos literalmente conectados à fonte ilimitada de Sabedoria do Universo, de uma forma que percebemos como “milagres” entrando em nossas vidas.

Quando desconectamos e nos desligamos da sabedoria inata de amor do Coração, baseado nos pensamentos, o intelecto refletido no ego assume o controle e opera independentemente do Coração, e nós voltamos para uma mentalidade de sobrevivência baseada no medo, ganância, poder e controle.

Desta forma, passamos a acreditar que estamos separados, a nossa percepção de vida muda para uma limitação e escassez, e temos que lutar para sobreviver. Este órgão incrível, que muitas vezes ignoramos, negligenciamos e construímos muros ao redor, é onde podemos encontrar a nossa força, nossa fé, nossa coragem e nossa compaixão, permitindo que a nossa maior inteligência emocional guie nossas vidas.

Devemos agora mudar as engrenagens para fora do estado baseado no medo mental que temos sido ensinados a acreditar, e nos movermos para viver centrados no coração. Para que esta transformação ocorra, é preciso aprender a meditar, “entrar em seu coração” e acessar a sabedoria interior do Universo. É a única maneira, é O Caminho. A medida que cada um de nós começa esta revolução tranquila de viver do Coração, vamos começar a ver os reflexos em nossas vidas e em nosso mundo.

Esta é a forma como cada um de nós vai criar uma mudança no mundo, criar paz, criar harmonia e equilíbrio.

https://www.youtube.com/watch?v=G6YGpvRHhZY

Com bilhões de conexões existentes o coração vibra, recebe e envia para o universo e a terra as energias do seu campo eletromagnético, expande e conecta sua energia a todos e ao centros da galáxia. Representações digitais trazem muita informação que ilustra perfeitamente essas delicadas conexões e expansões.

Conexões e expansões trazem a percepção de unidade. No conjunto de energias da terra, Somos todos UM!

E na malha energética criada e em expansão rumamos a dimensões de frequências mais elevadas. Todo o planeta se conecta através dessa grade de energia, essa grade parte do centro da terra. Cada centro de energia emanado de cada ser humano em conexão faz o percurso do centro da terra ao corpo de energia da terra.

Hoje, as novas descobertas da neurociência e da cardioenergética nos mostram que o coração não é apenas uma fantástica bomba de sangue para o corpo, ou uma metáfora romântica para sentimentos entre pessoas. As pesquisas da nova ciência demonstram que o coração possui talentos e características próprias, que ultrapassam a nossa capacidade racional de compreensão e abrem caminho para uma atuação pessoal e profissional mais criativa, produtiva e saudável.

“Dispomos hoje de provas científicas de que o coração nos envia sinais emocionais e intuitivos para nos ajudar a governar a nossa vida. Em vez de simplesmente bombear sangue, o coração dirige e promove o alinhamento de muitos sistemas do corpo, de modo a fazer com que funcionem em harmonia uns com os outros.”   ( Doc Childre e Howard Martin – Institute HeartMath- Califórnia- USA)

Alguns fatos surpreendentes sobre o coração redescoberto pela ciência:
O campo elétrico do coração é 40 a 60 vezes superior ao campo elétrico gerado pelo cérebro.

Registros já mostram também que o seu campo magnético é de 4.000 a 5.000 vezes mais potente que o do cérebro, e podem ser medidos até 3 metros.
Os batimentos cardíacos são gerados a partir do interior do próprio coração, não precisando de uma ligação com o cérebro para continuar a bater.

Os cientistas ainda não sabem exatamente o que o faz o coração de um feto começar a pulsar.
Dentro do coração existe um pequeno cérebro, um sistema nervoso independente, com aproximadamente 40.000 neurônios, o cérebro do coração.

Este complexo neuronal é gerador de uma inteligência própria, diferenciada e altamente intuitiva, que processa informações e envia sinais para o cérebro, em seu sistema límbico e neocórtex, esta a parte do cérebro responsável pelo raciocínio e pensamento.

O coração comunica-se com o cérebro e o corpo de quatro maneiras:
1.comunicação neurológica ( sistema nervoso)
2.Comunicação biofísica (ondas de pulsação)
3.Comunicação bioquímica ( hormônios)
4.Comunicação energética ( campos eletromagnéticos)

- Cada batida do coração carrega informação para as células do corpo, numa linguagem inteligente que influencia diretamente a nossa maneira de perceber, pensar e reagir ao mundo. Os ritmos cardíacos geram campos eletromagnéticos específicos, de maior ou menor coerência, que impactam diretamente o funcionamento de todos os órgãos, especialmente as funções cerebrais, impactando a performance individual.

- Já está comprovado por testes que, quando cérebro e coração estão em sincronia energética, mais inteligência e intuição ficam disponíveis para os indivíduos.

Como vemos pelas novas descobertas, a qualidade do campo energético do coração afeta os ritmos cardíacos, que, por suas vez, influenciam diretamente as funções fisiológicas e cerebrais.

Mudanças poderosas e surpreendentes ocorrem quando usamos as técnicas da cardio consciência para experimentar intencionalmente sentimentos positivos e coerência nos ritmos do coração. Podemos, então, concluir que o coração é o grande maestro dos sistemas físicos e cognitivos, aquele que dá o ritmo e regula a maior ou menor coerência do corpo humano.

Se sentimos frustração, medo, raiva, mágoa, etc, criamos um campo energético interno e externo desordenado e incoerente, e as pessoas sentem-se confusas, pouco criativas, com reduzida clareza mental. Se, ao contrário, vivenciamos o que chamamos as freqüencias superiores do coração – sentimentos como amor, apreciação, compaixão, alegria, entusiasmo, perdão, gratidão, entre outros - produzimos um campo coerente e ordenado, que se irradia como informação para todas as células do nosso corpo, gerando maior equilíbrio, maior clareza mental, máxima criatividade e bem-estar.

Na verdade, os sentimentos são códigos de acesso ao que chamamos de Sabedoria do Coração, que podemos definir como a capacidade do indivíduo de gerar níveis excepcionais de energia interior, criando a excelência dos estados mentais, emocionais, espirituais e físicos.

Quando ocorre um pensamento, uma reação química é disparada no nosso cérebro

Esse pensamento dispara por sua vez outras reações químicas que geram a emoção e o sentimento em consequência ao pensamento. Esse duplo pensar e sentir normalmente é finalizado com uma ação.

Tanto o pensamento como o sentimento, por serem reações químicas, possuem um campo eletromagnético (imã) que é emanado a partir do eixo pessoal. O que se emana, recebe-se de volta na mesma proporção e frequência (vibração).

Porém não deixam de conter o seu campo eletromagnético pelo fato de serem uma causa nobre. Portanto estão sujeitas as mesmas regras de outros pensamentos e sentimentos, digamos mais ordinários. A grande diferença é a carga de potência (força). Já sabemos que a potência eletromagnética do coração é de aproximadamente 5.000 vezes mais forte do que a potência do pensamento. A Intenção é mental. A Emoção é coração. Compaixão é alta frequência e Dó é baixa frequência.

Emoções e sentimentos podem nos prejudicar…dependendo de que tipo de vibração estejam sendo emitidas…

Nossos sentimentos são desencadeadores de emoções negativas ou positivas. As emoções negativas surgem de sentimentos como inveja, raiva, egoísmo, ansiedade etc.

Esse campo vibratório desregulam os batimentos cardíacos, obrigando a trabalhar de forma intensa, e não só os batimentos, mas nosso campo de energia que emanamos e recebemos de volta. 

Já reparou que quanto mais raiva e lamentação têm de um certo problema, mais ele se torna complexo para resolver?  Por que será? Os sentimentos como desencadeadores de doenças

Quando disparamos sentimentos negativos que aceleram nosso batimento, fazendo-o trabalhar de forma descompassada, todo o nosso corpo sofre essa alteração. As doenças são surgidas através desse campo eletromagnético surgido através do mau funcionamento do coração. No momento que temos sentimentos bons e positivos, nosso corpo funciona perfeitamente e sem agressões, porque estamos no fluxo do universo, que é a vibração de Deus, a vibração do amor.

O poder do coração nas emoções positivas…
As emoções positivas como o amor, carinho, compaixão, perdão entre outras, fazem o coração vibrar numa frequência harmônica de batimento, além de proporcionar ao corpo maior imunidade às doenças, e disposição física e mental para viver nesse mundo repleto de injustiças e fatos negativos à que estamos expostos diariamente.
O sentimento positivo atrai mais situações positivas em nossas vidas, e esse fluxo que é uma lei do universo, também acontece ao contrário, com o sentimento negativo que cria uma realidade da forma que sentiu que fosse real.

Estado de relaxamento e coesão…
Existem relaxamentos e induções para a meditação que são muito importantes para o coração, corpo e mente. Mas devemos ter cuidado para não nos auto-sabotar, pois existe diferença entre estar relaxado e sermos coerentes diante das situações da vida. O relaxamento acontece quando a energia do corpo é reduzida, sendo que a mente e o corpo descansa, e não existe nenhuma tensão para se administrar, pelo contrário, é uma ausência de tensão e trabalho mental intenso. A coesão é a capacidade de estar calmo, consciente do presente, focando a mente nas resoluções dos problemas de uma forma mais sensata, através de um comportamento mais sábio emocionalmente, com pensamentos e emoções positivas.

O batimento do coração é irregular…
Estudiosos descobriram que o coração não bate de forma regular como é medido através de aparelhos. Ex: 70 batimentos por minuto. Através de equipamentos avançados, perceberam que o coração, mesmo saudável bate de forma irregular e que a forma que enxergamos a vida e os relacionamentos, influenciam na frequência dos batimentos cardíacos.

O campo eletromagnético…
Na física quântica, foi descoberto que tudo no universo é feito de átomo. Átomo é a menor partícula que se constitui nosso corpo, e toda matéria existente que vemos. 

Nosso corpo é formado por um conjunto de átomos, que são moléculas e essas moléculas dão origem às células e os órgãos consequentemente. Se somos formados de átomos, que é uma partícula e uma onda ao mesmo tempo, baseado no experimento da dupla fenda, emitimos ondas eletromagnéticas e recebemos ondas através do nosso meio em que vivemos. Isso já foi provado através de equipamentos e mais, o pensamento e as emoções são desencadeadores de ondas negativas ou positivas e através dessas ondas, nossa realidade é construída, pois atraímos o que vibramos em ondas.  

Coração é o órgão responsável pela intuição…
Como estamos num movimento de integração de todas as nossas áreas, a ciência começa a desvendar os segredos do coração, revelando que o coração humano tem a capacidade de captar informações antes mesmo que o cérebro as perceba, as codifique e leve as informações para a consciência.

Os cientistas estão se surpreendendo com as descobertas e, entre outras cosias, descobrem que o coração é o órgão responsável pela intuição.Em estudos  recentes, demonstrou-se que o coração é capaz de perceber e transmitir estímulos antes mesmo de sua manifestação física (consciente), apresentando fortes evidências de que as percepções sensoriais estão centradas especialmente no coração, e o mesmo está continuamente fazendo uma “varredura no futuro”, buscando informações eletromagnéticas de eventos ainda não percebidos pela consciência.Acredita-se que a finalidade desta percepção “adiantada” (intuição) de eventos é a preparação não apenas do corpo físico, como também das emoções e de todo o aparato neurológico e consciencial, para a auto regulação de todo o Ser, diante do meio em que vive.


Energia do Coração - Poder de Unificar…
Há muito, fomos instruídos a expandir a energia do chacra cardíaco, unificando todos os chacras a partir do chacra cardíaco. (ver Chacra unificado). Ao medir o campo eletromagnético do coração, neurofisiologistas descobriram que a frequência eletromagnética do coração produz arcos, que se expandem para fora do coração, formando um campo saliente e arredondado, como anéis de energia que se estende para a pélvis e para o topo do crânio.Acreditam que as informações emitidas pelo coração podem ser lidas por todos os principais órgãos, a partir da energia emitida pelo coração.

O coração humano está associado ao coração da Terra…
A partir de recentes pesquisas sobre o campo eletromagnético do coração, os cientistas estão associando o campo de energia ao redor do coração com o campo eletromagnético da Terra, que também forma um anel a partir do seu centro e se expande para fora, levando-os a acreditar que é bem possível que o coração humano esteja intimamente ligado às emissões eletromagnéticos da Terra e, posteriormente, ao campo eletromagnético do Universo.Se a hipótese acima for comprovada, significará que cada Ser Humano está eletromagneticamente ligado a todo o Universo e é capaz de acessar qualquer informação de caráter Universal, a qualquer momento. Antigas filosofias e crenças orientais estão a nos dizer isso há séculos e as Comunicações Interdimensionais, também.E como a mente humana funciona a partir do “ver para crer”, eis a chance de a Humanidade compreender o conceito: “Estamos todos interligados!”.

O coração é influenciado pelas emoções….
 Neurofisiologistas também descobriram uma íntima relação entre as emoções e os pulsos do coração.Experimentos científicos estão demonstrando que os pulsos do coração recebem influência direta dos padrões emocionais, que por sua vez determinam o ritmo do cérebro, do sistema nervoso, dos órgãos do corpo e das glândulas.Já conseguiram comprovar que emoções positivas, como amor, admiração, carinho, perdão e gratidão geram pulsos harmônicos no coração, ao passo que o ritmo cardíaco gerado pelas emoções negativas como raiva, irritação e ansiedade gera pulsos desarmônicos e incoerentes, desarmonizando o ritmo do cérebro e de outros órgãos.

O coração é a sede da Sabedoria Infinita…
Com os resultados destas pesquisas, conclui-se que o coração capta informações de forma ilimitada, para além do tempo e do espaço e as transmite para o cérebro e posteriormente para as glândulas e outros órgãos. O coração tornou-se a sede da Sabedoria, pois é a sua emissão que dá “o tom” para todo o corpo, levando informações através dos seus pulsos eletromagnéticos. Sendo assim, Sigam sempre a voz do Coração!!!…

Inteligência e Intuição do Coração:
A lei da atração é uma lei do universo, estudada pelos físicos, onde descobriram  que podemos atrair o que quisermos para nossa vida. Isso acontece através do que emanamos em ondas. Tudo no Universo é movido por energia e vibração.

Essa lei age sem nossa permissão,  em todos momentos da nossa vida,  as vibrações de quem somos e nossos desejos emanam para o universo,  e isso é devolvido para nós em ondas eletromagnéticas equivalentes.

O universo todo é formado por átomos. Os átomos emitem uma onda eletromagnética,  e isso que nos aproximam ou afastam do que queremos para nossa vida. O sistema de crenças em que estamos inseridos,  nos ensinou que tudo tem que ser difícil,  e muita coisa não nos pertence,  como por exemplo a riqueza, que todos querem, mas poucos acreditam possível realmente no seu inconsciente.

Existem mais comprovações científicas que a lei da atração existe, mas o que precisamos entender é:

•Tudo que sentimos atrai mais ondas similares, sejam negativas ou positivas

•Somos co-criadores. Nossos pensamentos ligados ao sentimento de que JÁ existe,  cria a realidade;

•A dúvida ou incerteza do que se quer não cria a realidade, pois não emana a onda necessária para atrair o que queremos;

•A onda eletromagnética somente é emanada para o universo, em conexão com nosso campo energético emanado pelas vibrações do coração e pensamentos. Por isso, é preciso temos cuidado com nossas vibrações. Atraímos para nossa vida aquilo que vibramos.

Como funciona a conexão do coração - Greg Braden :

Gregg Braden: “Nosso coração é eletromagnético,isso  afeta a Realidade”…
Instituto HeartMath – Califórnia – EUA
Livro Memória das Células, Dr. Paul Pearsall
Livro The Biology of Transcendence, John Pearce
elcienemariatigre.tumblr.com

CAMPO MAGNÉTICO HUMANO

Nosso ser gera campos eletromagnéticos

Na atualidade, o campo magnético da Terra (a magnetosfera) está sendo altamente monitorada, já que é o escudo que protege a vida no nosso planeta dos raios cósmicos, meteoritos e cometas que poderiam ser letais para nossa vida e de todas as espécies.

Também sabemos que o humano está conectado a vibração da magnetosfera através de nossa glándula pineal, que vibra nas mesmas frequências com que faz o núcleo de nosso planeta, sincronizando nossos ritmos vitais com o da Terra Mae e que o corpo humano também gera sua própria magnetosfera, o campo bio-magnético humano, com vários metros de circunferência onde se vê como a forma de um oito.

Foi nos anos 70 quando se conseguiu fazer o instrumento necessário para medir estes campos, que são bastante sutis onde necessitava de sensores altamente sensíveis para poder registrar e medir suas manifestações.

O corpo humano é um grande campo electromagnético na sua totalidade. É um corpo de energía, a visão como uma estrutura de carne e osso é a representação que faz nosso cérebro dos sinais que recebe nosso aparato perceptual. A forma, a cor, o cheiro e o sabor de nosso corpo, são somente representações virtuais de nosso cérebro destes sinais, da mesma maneira que uma televisão recebe sinais radioelétricas que as transformam nas imagens e sons.

Como estes campos biológicos ou bioplasmáticos são extremadamente tênues, de baixas frequências, (todas as células vivas têm uma carga elétrica entre 70 e 90 milivolts) se mede em Teslas (em honor ao engenheiro Nikola Tesla 1857/1943). O rango de nossos campos magnéticos biológicos é de 10-9T (nanoteslas) até 10-15 T (femtoteslas).

Toda carga elétrica em movimento gera campos magnéticos. No caso da Terra, o principal gerador é o núcleo terrestre, e no nosso corpo, a batida do coração e de todos nossos órgãos.
O que ocontece num microscópio: o campo electromagnético de cada célula é também uma barreira de proteção, um escudo como de sua membrana, que defende cada uma de nossas células, fazendo-as “ressonar em harmonia” e aproximando-as a outros micro-organismos ou moléculas que trazem benefícios e rejeitando a outras que poderiam ser destrutivas.

Os iones de potássio e sódio são os que mantem o equilíbrio elétrico da membrana celular. O potássio, desde dentro, se magnetiza com os iones de sódio do exterior da membrana. A diferença entre o potencial elétrico destes íons permite o intercambio de informação entre o interior e o exterior da célula. Quando uma célula perde sua carga elétrica, ou esta é menor a 30 milivolts, morre. Por isso una das formas de detectar doenças, é monitorar as cargas elétricas celulares. Cada célula é uma espécie de pilha elétrica que mantem a energia de nosso organismo.

Do mesmo modo, quando nosso corpo diminui sua carga elétrica geral (a intensidade de seu campo magnético) estamos diante de uma doença. Na medicina chinesa há milênios, estes campos elétricos são tratados na rede de meridianos pelos que circula a energia.

A Terra faz o mesmo com seu campo geomagnético: graças a estas cargas elétricas dança seu baile cósmico no planeta solar, impedindo o passo das radiações cósmicas destrutivas, os meteoritos e os cometas, somente deixando passar as radiações que lhe permitem manter a vida.
Como afeta o campo magnético terrestre (magnetosfera) ao nosso organismo
Entre a magnetosfera e os campos magnéticos de nossos corpos, existe um equilíbrio constante de energia, o que nos mantem vivos e sincronizados, permitindo-nos mudar segundo as circunstancias do cosmos. Quando a Terra tem uma alteração no seu campo magnético, o humano pode sofrer suas consequências. 

Já em 1976, o Dr. Kioyichi Nakagawa, diretor do Hospital Izusa de Tokio, nos fala da “Síndrome de Deficiência Magnética”, cujos sintomas estão a forte dor de cabeça, uma sensação geral de debilidade, e dores no pescoço, peito, ombros e costas, quando a Terra debilita sua magnetosfera.

Uma das pedras mais utilizadas pelos terapeutas para harmonizar o campo magnético do corpo, é a magnetita. As terapias bio-magnéticas que tem em todo o mundo, não parecem ter a aprovação dos científicos. Se podem encontrar vários artículos e incluso comunicados oficiais como um da Oxford University em que expressa a situação de que nos arquivos de Medline (onde se publicam os artículos estritamente científicos) não existe informação oficialmente aprovada sobre que as terapias de bio-magnetismo tenham aplicações terapêuticas reais. Mas muitos investigadores do campo magnético humano prova a influencia que sofre quando estamos próximos a antenas de telefonia celular e dos aparelhos eletrônicos que estão sempre ligados na tomada de eletricidade.

No próximo máximo solar “obrigará” a Terra a auto regular-se para proteger-se da grande chuva de prótons que está aumentando, cujo máximo espera a NASA que seja de uns 30 a 50% mais potente que os normais.

É uma grande oportunidade para o ser humano, pois ao aumentar o campo magnético terrestre, aumentará o nosso, produzindo (se tudo segue o padrão natural de auto regulação) uma melhor saúde, e um despertar em maior numero de pessoas.

Ac Tah, um descendente do povo maia ensina uma dança que remonta os 3.000 anos, para poder receber e dar energia que está vibrando o universo, juntamente com o alinhamento do centro da galáxia, dos prótons, isso nos fará equilibrar-nos fisicamente e mentalmente, alinhando nossos hemisférios direito e esquerdo e aumentando nosso campo magnético do corpo, automaticamente sintonizando com a Energia da Terra (campo magnético, núcleo), entrando em sintonia direta com a Energia do UM, Porque SOMOS UM, é isso que falta aprender todos. É isso que ensina Ac Tah,(caminante maya) que tudo é energia, que o povo Maia ensina a MANTER essa energia no seu corpo. Pra muitos dançar é diversão, pra eles, é geração e doação de Energia.


O VALOR DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL DO LÍDER NAS ORGANIZAÇÕES

As organizações inteligentes e competitivas estão investindo consideravelmente na formação das lideranças, pois sabem que o investimento realmente vale a pena. Atualmente, as exigências são de que o líder em qualquer nível da organização seja um mentor, treinador, conselheiro, aliado, amigo esteja sempre com foco nos interesses da empresa e nos interesses das pessoas que o cercam.

São exigidas também competências em comunicação oral e escrita, capacidade de escutar, negociar, administrar conflitos, estabelecer estratégias e táticas, e, claro, influenciar positivamente o comportamento das pessoas com quem trabalha. Além disso, espera-se que o líder possua qualidades tais como: honestidade, ética, energia, flexibilidade, comprometimento, empatia, sensibilidade, bom humor, consciência e humildade. Conclusão: a inteligência emocional é um fator crucial no sucesso da carreira de um líder.

As emoções são fontes de poder pessoal mais poderosa do que o poder de posição. Os sentimentos proporcionam informações vitais e podemos crescer todos os dias. O que procuramos nos negócios e na vida não está lá fora, nas últimas tendências da tecnologia, está aqui, dentro de nós mesmos.

A essência de uma vida plena de significado e sucesso é estar sintonizado com o nosso interior, conseqüentemente, estimulando para os outros o EU REAL, ativado pelos nossos valores mais profundos. O líder inteligente emocionalmente tem consciência de seus hábitos e das pressões que sofre no cotidiano. Pressões, incertezas e mudanças o atingem por todos os lados, daí as capacidades desenvolvidas contam para a carreira, porque o investimento maior é em si mesmo. E para que todo esse investimento?

O líder deve e pode influenciar sem manipulação e sem autoridade. Aprendendo sempre a perceber, relacionar-se, inovar, priorizar e agir de maneira que leve em consideração a valência emocional, em vez de depender somente da lógica, do intelecto ou do pensamento concreto. Assim, o líder faz história; a sua biografia torna-se não apenas a sua biologia, mas a sua existência torna-se marcante na vida das pessoas.

É o líder formador de valores, guia e receptor da inteligência emocional. Sabe que é observado, mesmo de longe, notado nos mínimos detalhes do seu discurso, gestos, sentidos e comportamentos diários que são percebidos, interpretados e lembrados por quase todos com quem se relaciona. É o líder que irradia um tipo especial de sentimento que combina o espírito aprendiz com a inteligência emocional. Faz algo com que os outros sintam e reajam. E no dia-a-dia exerce o poder de construir a sua história.

O líder guerreiro emocional e a relação com o poder - Ao longo desses anos, conheci um grande número de executivos para os quais o treinamento em Educação Emocional tornou-se uma ferramenta poderosa de transformação social, o que os levou a estender as idéias aprendidas para além de suas próprias vidas. Essas pessoas pertencem a um time de elite que chamo de Guerreiros Emocionais. Há duas maneiras completamente diferente de ter poder nesse mundo: os jogos de poder e a educação do poder.

Num dos extremos está o líder sem sentimentos e, portanto, sem limites para suas necessidades egocentradas. A empatia não exerce muita força sobre esse tipo de líder, que precisa ser frio diante das expectativas de suas vítimas e tudo fará para manter seu domínio. Contudo, para tornar-se um guerreiro emocional, é necessária a educação do poder. O líder inteligente emocionalmente entende o funcionamento do poder como forma de crescimento, sabe quando deve tomá-lo, como compartilhá-lo e, às vezes, como abrir mão dele.

O problema é que, num sistema com base na dominação, como é o nosso, definiu-se erroneamente o poder como a capacidade de controlar outras pessoas. Infelizmente, grande parte das reflexões em torno do poder adota essa linha de pensamento. Os líderes guerreiros emocionais são diferentes: são apaixonados, centrados e espiritualmente conscientes, se interessam pelo destino do próximo e se preocupam em não extrair o poder dos outros. São capazes de reunir energia e aptidões suficientes para enfrentar os problemas com equilíbrio e sensatez. 


www.rh.com.br